.....................................................................Escritor clandestino é quem navega neste mar literário
...................................................................................sem se preocupar com o itinerário.

.......................................................................................A.J. Cardiais

Peregrinação Poética - A.J.Cardiais















Uma poesia que nada me diz,
não me deixa infeliz...
Quando me diz o que já sei,
confirma, talvez, o que aprendi.

A poesia mora aqui, mora ali,
mora em todo lugar.
Ela quer é vadiar...

Passar por mim, por ti,
por quem tem coração
para amá-la e deixar que ela siga
sua peregrinação.


A.J. Cardiais
17.12.2011
imagem: a.j. cardiais