.....................................................................Escritor clandestino é quem navega neste mar literário
...................................................................................sem se preocupar com o itinerário.

.......................................................................................A.J. Cardiais

Iludindo a Vida - A.J. Cardiais














Vivo um sonho dentro da realidade,
mas separo o joio do trigo.
Quando estou na tempestade,
procuro abrigo,
não dou uma de super-herói.

Não aceito desafios,
só “pra defender meus brios”...
Muita coisa eu deixo passar.
Não estou aqui pra brigar.

“Eu vim aqui foi pra vadiar.
Eu vim aqui foi pra vadiar.
Vadeia Cosme, vadeia.
Vadeia Cosme, vadeia...” *

... E assim vou iludindo a vida,
até que a morte nos separe.

* canto de Umbanda para Cosme e Damião.

A.J. Cardiais
15.02.2011
imagem: google