.....................................................................Escritor clandestino é quem navega neste mar literário
...................................................................................sem se preocupar com o itinerário.

.......................................................................................A.J. Cardiais

O Oculto da Vida


Não sou poeta de gabinete.
(já disse isso)
Vivo com meu estilete
recortando a vida...

Vejo em cada fim do dia
uma despedida.
Repare o sol sumindo:
ele não desce sorrindo...

Também não desce chorando.
Ele desce fingindo
que o dia está acabando
e que a noite já vem chegando.

O que é a noite senão,
o lado escuro do dia?
Então a vida está
oculta na noite.

A.J. Cardiais
04.11.2010
imagem: a.j. cardiais