.....................................................................Escritor clandestino é quem navega neste mar literário
...................................................................................sem se preocupar com o itinerário.

.......................................................................................A.J. Cardiais

Nascente de Amor - A.J. Cardiais














Não esperava tanto amor...
Não esperava. Agora
em mim há uma nascente,
que não para de jorrar.

E quando tento barrar,
causa enchente,
transborda...
Então começo a chorar...

Você, com seu amor,
fez renascer minha fonte,
meu minadouro.

E quem só via água
quando chovia,
agora banha-se de alegria.

A.J. Cardiais
07.10.2005
imagem: google
Do livro Poeminhas Açucarados