.....................................................................Escritor clandestino é quem navega neste mar literário
...................................................................................sem se preocupar com o itinerário.

.......................................................................................A.J. Cardiais

À Espera da Noite - Anorkinda



Gosto muito da gritaria passarinha
que invade em alarde o fim da tarde
ajeitando-se nos ninhos, o dia finda
é preciso achar seu próprio canto
descansar o par de asas ligeiras
é preciso fugir da magia da lua

Gosto das cores e nuances do céu
que prepara o toldo mais escuro
para a apresentação das estrelas
em espetáculo de velhos brilhos
abrindo a festa telúrica da noite
em homenagem à deusa lua

Gosto também de ouvir meu pulso
a estas horas tardinhas, arritmia
em expectativa e frisson de festa
sou amante da fria madrugada
ao encontro dela me arrremesso
sou filha dos raios da lua

Gosto de observar os viventes
recolhendo-se para recuperar
as energias gastas ao sol
é quando aprumo minha visão
objetivo o feitiço poético
é quando me cobrem os véus da lua

Anorkinda Neide
imagem: google