.....................................................................Escritor clandestino é quem navega neste mar literário
...................................................................................sem se preocupar com o itinerário.

.......................................................................................A.J. Cardiais

Lançamento livro de Lena Ferreira

O Movimento Literatura Clandestina
apresenta
Lena Ferreira, em:



MIL ALMAS 

Teço meus versos como quem ama
rendo-me ao sentir com intensidade
e a quem diga que me falta verdade
esforçarei-me a explicar essa trama

Na alma, arde uma vivíssima chama
que envia, à mente, muita criatividade
sentires tantos que em inventividade
deitam a mão ao papel; verso - cama

A quem pense que, por isso, minto
digo que, quando escrevo, eu sinto
cada segundo do sentir que invento

Teço versos como quem tem mil almas
invento amores e dores; me acalma
e acalmar-me é o verdadeiro intento

Lena Ferreira


Para adquirir o livro, clique no link abaixo: